Histórias em família costumavam habitar álbuns de foto e serem transmitidas oralmente em encontros. Hoje elas vivem em HDs e são compartilhadas em redes sociais. Sinais dos tempos, alguns podem dizer. Mas para a família Gelpi tudo isso foi um pouco diferente. No caso deles essas histórias viraram música.

Tudo começou depois de uma viagem do irmão mais velho, Bolívar, para a Austrália em 2013. Em seis meses, ele buscou referências e descobriu um movimento musical que até então era bem raro no Brasil. Quando voltou, arregaçou as mangas e contou com a parceria da família para tocar a nova ideia adiante. “Eu e o Pedro já tínhamos participado de bandas de hardcore e surf music. Mas com o folk, veio o desafio de criar uma proposta nova e aprender a tocar instrumentos novos. Também ganhamos a presença da Laura, que no início da banda tinha apenas 16 anos”, conta Bolívar. Assim nasceu a aventura musical dos irmãos Gelpi. Assim nasceu a Gelpi.

Rua Felipe Neri, 353
Auxiliadora - Porto Alegre
+55 51 3022 2600

Rua Girassol, 796/sala 10
Vila Madalena - São Paulo
+55 11 4301 9493

8484 Wilshire Blvd. #515
Beverly Hills, CA 90211
+1 323 648 5231

Rua Felipe Neri, 353
Auxiliadora - Porto Alegre
+55 51 3022 2600

Rua Girassol, 796/sala 10
Vila Madalena - São Paulo
+55 11 4301 9493

8484 Wilshire Blvd. #515
Beverly Hills, CA 90211
+1 323 648 5231

A magia toda acontece quando o palco se preenche com a família e agora mais quatro músicos e amigos: Erik Feller, André Menna, Francisco Gonzaga e Fabiano Fava. O clima continua familiar, já que todos se conhecem de longa data. “Prezamos valores como a união, amizade e o trabalho em grupo, coisas que com certeza foram decisivas na nossa trajetória”, conta Bolívar. Apaixonados por folk, blues e rock, e trazendo para o seu som pitadas de Mumford and Sons, Of Monsters and Man e clássicos como Bob Dylan e Johnny Cash, a banda parece fazer uma viagem entre inspirações e sensações para arrancar sorrisos das pessoas. Os bons moços têm tudo para virarem os queridinhos da cena musical. O visual, a química familiar, as músicas vindas lá de dentro.

Em apenas três anos de projeto, a banda já conquistou um belo espaço que vai além das salas de ensaio e do estúdio de gravação. A cena independente brasileira ganhou mais uma estrelinha. A Gelpi já se apresentou em shows e festivais, conquistou uma bagagem bem grande de fãs e lançou o single “Easier”. Ah, e pode anotar: ainda vem muito mais coisa boa pra brilhar.

Em 2016 a banda finalizou as gravações do seu primeiro disco "Blood Ties". O álbum será lançado em setembro pela Loop Discos. Então entre e sinta-se em casa. Fique à vontade. Está tudo em família com a Gelpi.